Ambientes de nuvem para pesquisa e educação: o caso do Next

Com a ampliação da Internet, academia e outras instituições passaram a se relacionar com ela, com um misto de flerte e medo. Por um lado, porque o seu potencial de automatização de rotinas, comunicação e pesquisa, a transforma em objeto de desejo; e por outro, pela dificuldade de utilizá-la, já que ela não parece aceitar rotinas, dando a impressão de descontrole.

O uso da Internet é visto, em geral, como algo técnico, relacionado ao uso de programas e á formação de técnicos especializados. Com o surgimento de redes sociais, começou-se a se pensar na criação de “plataformas de redes sociais” que poderiam ser mantidas sob controle. Muitas dessas tentativas não se concluíram, devido a problemas gerados nos processos. Outras não sobreviveram porque não conseguiram provocar um mínimo de interações que as sustentassem.

Constatou-se que a efetiva utilização de tecnologias interativas exige uma mudança cultural que não pode ser entendida apenas como um processo “técnico”, pois necessita de novos paradigmas e de outros tipos de relações sociais. Os oito anos de pesquisa que acumula o Núcleo de Experimentação de Tecnologias Interativas (NEXT) da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), permitiram impulsionar debates, divulgar inovações e experiências, realizar cursos em espaços acadêmicos e redes sociais, e experimentar suas práticas, desenvolvendo dispositivos para dar suporte a redes de pesquisa e extensão para incorporar tais tecnologias nas rotinas de trabalho de pesquisadores e parceiros.

Este artigo é um estudo de caso que se propõe, a partir das experiências do NEXT, sistematizar algumas orientações metodológicas, e as melhores práticas, estratégias e ferramentas que permitam a adoção de tecnologias interativas como elementos chave para a mudança do modelo organizacional em um processo que proporcione maior participação e interação.

Tipo de arquivo: 
Apresentação
Evento / Disciplina / Periódico: 
XV ENANCIB - Além das nuvens: expandindo as fronteiras da Ciência da Informação
Ano: 
2014