NEXT - Um Projeto Piloto para experimentar as Novas Tecnologias no Icict e na Fiocruz

O uso da Internet e das novas tecnologias de comunicação ainda é bastante limitado nos espaços de pesquisa e educação. Apesar de praticamente todos os pesquisadores recorrerem de alguma forma à elas, suas atividades se restringem basicamente ao uso de e-mail, navegação na Internet e mecanismos de buscas, da utilização de alguns poucos softwares básicos como planilhas, editores de textos e de diapositivos, além de bancos de dados bastante rudimentares. Ademais, pesquisas demonstram que os usuários destes recursos, como por exemplo, do Word, um dos mais conhecidos, utilizam apenas 10% de suas possibilidades.
Além do uso individual, nos últimos anos começaram a aparecer esforços para utilização da Internet pelas organizações. Mas em geral, isso acontece apenas para substituir práticas pré-existentes administrativas, em bancos de dados, na comunicação interna e externa e, mais recentemente, para fins de publicação e constituição de acervos de “conteúdos”. Também começaram a surgir algumas iniciativas de Educação à Distância, ainda que empregando as mesmas metodologias expositivas (de “transmissão de conteúdo”) da educação tradicional.
Mais importante do que constatar a precariedade quantitativa no uso dos instrumentos, no entanto, é ver que sua utilização ocorre a partir da cultura e paradigma característicos das tecnologias anteriores. Nas concepções e práticas utilizadas, se reproduzem os hábitos e metodologias criadas por essas tecnologias, baseadas na centralização, intermediação hierárquica, divisão de papéis (emissor e receptor), ausência de interação, apoiadas nas teorias deterministas da ciência clássica.
Assim, não se usa o potencial das novas tecnologias de viabilizar a construção de sistemas complexos e interativos, com características emergentes, como é necessário para as organizações de caráter multidisciplinar, com práticas e experiências diversificadas, expertise e conhecimentos diferenciados, isto é, organizações com um certo grau de complexidade e dimensão. Assim essas organizações não conseguem aproveitar do fato da Internet e das novas tecnologias criar pelo menos 3 tipos de oportunidades para as organizações: elas provocam um maior coesão e uma maior sinergia dentro das organizações; facilitam e viabilizam uma maior integração com parceiros externos; e permitem um melhor aproveitamento e multiplicação dos recursos disponíveis.

Tipo de arquivo: 
Artigo
Evento / Disciplina / Periódico: 
8º Congresso Regional de Informação em Ciências da Saúde (CRICS8)
Ano: 
2008