AMBIENTES DE INTERAÇÃO EM REDE PARA A SAÚDE: A prática de Educação e Pesquisa do Núcleo de Experimentação de Tecnologias Interativas da Fiocruz no Facebook

O advento da Internet e a popularização das redes sociais no Brasil tornou importante analisar os
novos ambientes para uso e prática na Educação e na Pesquisa em Saúde. Ao compreendermos o
Facebook como um dispositivo de atuação para os atores da Saúde, torna-se necessário analisar
as potencialidades desses ambientes, o que, a posteriori, permitirá avanços na produção do
conhecimento e uma prática de comunicação e informação baseada na interação em rede. Esta
pesquisa pretende contribuir para o desenvolvimento de práticas interativas de educação e
pesquisa em redes sociais, partindo da necessidade para a construção de ambientes de interação,
comunicação e informação na saúde. Com base na compreensão de que a Internet se tornou um
espaço importante para a participação cidadã, é compreendida a necessidade de refletir sobre a
comunicação como processo de interação, que não mais significa transmissão de mensagens entre
emissores e receptores. E o discutir as redes como possibilidade de interação social, entende-se
até que ponto as redes sociais podem ser estruturadas de maneira centralizada, descentralizada ou
distribuída, e assim, no contexto dos fenômenos que emergem na Internet, posicionarmos as
ações para a prática da saúde coletiva. A pesquisa realizou-se na análise de dez ambientes criados
pelo Núcleo de Experimentação de Tecnologias Interativas (NEXT) no Facebook, como recurso
de apoio às atividades de educação, pesquisa e eventos. Essa análise tentou evidenciar as
interações e sincronizações ocorridas nesses ambientes. Esta foi uma pesquisa participante, na
qual o pesquisador se caracterizou como integrante e participante dos grupos pesquisados e
tentou descrever uma netnografia desses ambientes. Aqui se apresentam algumas reflexões
quanto ao uso dos ambientes de interação na forma de redes distribuídas e são acrescentadas
indicações sobre as possibilidades de sistematização desses ambientes já amplamente utilizados
pelos participantes do SUS, ainda que tenham usos estruturados ou não.

Tipo de arquivo: 
Tese/Dissertação
Evento / Disciplina / Periódico: 
Dissertação apresentada ao programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde – PPGICS/ ICICT/ FIOCRUZ, para obtenção do grau de Mestre.
Ano: 
2013

Autor/Autores: