Um fantasma ronda o Brasil e o mundo: o fantasma das Redes Sociais

As modificações na maneira de processar informações e interagir em sociedades complexas, características da Cibersociedade e viabilizadas pela Internet, tendem a colocar em cheque as organizações sociais e políticas existentes hoje em dia. As estruturas centralizadas (e as descentralizadas através de mediadores, como é o caso da Democracia Representativa), não tem capacidade de absorver as energias sociais geradas pela interação intensa dessas sociedades. Hoje vemos processos de emergência, próprios dos sistemas complexos, que se organizam e se estruturam de maneira distribuída, e se “regulam” de baixo para cima.
De um tempo para cá são vistos indícios deste processo nos movimentos que ocorreram na Europa, na primavera árabe e em Nova Iorque, e agora as manifestações no Brasil, de certa forma materializam estas tendências.
Neste artigo, apresentamos os pressupostos da crise política e da irrupção de manifestações questionando o modelo de Democracia Representativa, apontando novas questões que apareceram nas manifestações no Brasil, e os indícios das possíveis saídas para esta crise.

Tipo de arquivo: 
Artigo
Evento / Disciplina / Periódico: 
EBook CFCUL, Portugal
Ano: 
2013